segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Anastácio, nós, as regras e o relacionamento.

"Anastácio tinha um perfil perfeccionista, decidido e obstinado, mistura decorrente de um temperamento predominantemente colérico.
Ele era o cara que queria os pingos nos "is" bem redondinhos, bem no meinho.

Na umbanda, era assíduo frequentador da escola de curimba, um ogã dedicado e especializado na arte do Cabula*.
Era simplesmente o melhor!
Um dia, passou de homem de mãos calejadas pelo couro do atabaque, a Anastácio, o convertido, o homem de Deus, um crentão....nem crentão, mas um super-crente!

A voz rouca de puxar ponto durante anos a fio, agora falava aos quatro ventos da sua decisão.
    O terreiro quase veio abaixo quando soube da notícia, mas agora era assim e pronto, uma conversão radical, mudança da água pro vinho.


"Se nas obrigações do terreiro eu dava meu tudo, agora é que vou me entregar, ser o melhor para o meu Deus." , pensava ele.


    Começou a ler a Bíblia, sugar tudo o que podia, tinha sede de entender.
    Mergulhou de cabeça nos serviços da Igreja, com toda a dedicação e compromisso, qualidades inerentes à sua personalidade.
     Jejuava vários dias por semana, sonhando em alcançar a "estatura de varão perfeito".
    Quanto mais esforços fazia, mais perto da vontade do Senhor ele se sentia.


    Ia em todos os cultos infalivelmente, com gripe, debaixo de tempestade, com apagão e em dia de greve de ônibus.


Até na reunião da mulherada ele queria ajudar em alguma coisa e no final lá estava Anastácio, servindo chazinho com biscoito, todo feliz.



Nos primeiros meses quis ajudar na recepção nos cultos de domingo, ficar na porta, indicar lugares vagos, essas coisas.
Em seguida desejou ser diácono, mas por que não ser logo Pastor?


"Tudo pelo meu Deus, tudo pela obra do Senhor." , dizia de si para si, no auge das melhores intenções. 


O que deixou o homem neurótico mesmo foi conhecer o sermão do monte, as bem aventuranças. Enlouqueceu quando leu aquilo tudo. 
     Que coisa linda! Que modo de viver! Era um outro mundo, o avesso de tudo o que ele tinha visto e vivido até então, o sonho de consumo de toda pessoa que vive com o manual do perfeccionismo em punho. 
    Ele tinha que conseguir viver daquela maneira!


    Era tanto verbo bonito, tanta atitude radical de amor a Deus como cortar mão, arrancar olho, amar os inimigos, uma doideira só, tudo mexia com Anastácio no fundo da alma, principalmente a parte que dizia: "Sede perfeitos como é perfeito vosso Pai celeste!"

    Fez propósitos doidos para conseguir cumprir cada verso, para absorver cada palavra de Jesus e colocá-las em prática o mais rápido que pudesse.
 
    
No entanto, após um curto espaço de tempo dessa busca desenfrada pela perfeição, começou a perceber uma luta dentro de si, coisas que achava que não ia mais sentir, ameaças do velho eu.


Por mais que jejuasse e orasse, por mais cultos que participasse, por mais chazinhos que servisse, não conseguia se ver totalmente perdoado e aceito, era estranho.


    Não, isso não! Ele precisava ser o melhor servo para Jesus ficar alegre com ele, ser mais santo, ser mais puro, sem falhas, como um crente deveria ser.


    A cada vez que sua mente lhe traía, o mundo desabava.
    A cada vez que falhava, pensava em largar tudo.
    Se por algum motivo sua rotina de oração se atrapalhava, Anastácio se sentia o pior dos piores, o filho ingrato de Deus, um indigno.



E lá começava tudo outra vez: mais jejum, mais oração, mais Bíblia, mais atividades na Igreja."


A história de Anastácio parece irreal para você?

A dele pode ser que sim, mas e a sua, não teria pitadas grosseiras sutis dessa coisa gosmenta chamada fundamentalismo ou legalismo, como preferir??? 

Coisa gosmenta porque gruda, agarra, adere em lugares que ninguém consegue remover como na mente, no comportamento, nos padrões.

    A coisa mais difícil para nós, os chamados crentes, é aceitar que viver em Cristo é...
não ter nada que possamos fazer para que Ele nos ame mais ou menos. 

    Em Cristo, os demônios nos deixam, as maldições são quebradas, somos perdoados, mas a casta do realizar para ser é a última que vai embora, quando vai.
    Ô coisinha pegajosa!
    Foi sendo formada desde o berço, conforme ouvíamos:
    "-Se você não for bonzinho, vou ficar muito triste."
    "-Pare de fazer assim, senão a mamãe vai embora" 


    Frases como essas infelizmente formam pessoas que colocam amor no mesmo patamar que o merecimento (não vale ah, vale bater na mãe nem na avó depois de ler isso, hein?).
    Colaboram com uma expectativa inconsciente do toma-lá-dá-cá, do se-você-fizer-eu-te-dou.

Um lindo dia chega Jesus na nossa vida:
*O CARA
   *o tudo-de-bom
      *perfeito
         *amigo
            *conselheiro
               *santo

    Alguém bom demais para pessoas como nós, alguém que não merecemos, de quem não somos dignos desamarradores de sandálias.

    Ele vem e não quer nada, não pede nada, muito menos que sejamos bonzinhos para sermos aceitos.
     Ele se aproxima e traz tudo: vida eterna, pão e vinho, mas nunca vai insinuar que vocês rachem a conta.


    Ele só pede uma coisa: que você e eu arranquemos nossa mente viciada da fôrma que nos prendia nos conceitos do perfeccionismo e que aceitemos a graça.
    Só assim vamos provar o gosto da boa, agradável e perfeita vontade de Deus.


    Crescer no entendimento, aperfeiçoar a fé, aprender a servir e amadurecer fazem parte de um curso natural e esperado de quem se converte, ou seja...
são realizações do servo inútil
    Nenhum mérito há em fazer o que é reto, nenhum reconhecimento merecemos se formos luz e sal.

    Não há degraus de conquista nos quesitos amor, perdão e salvação.

    Coitado do Anastácio, por servir a Deus como quem serve a Faraó.
    E coitados de todos nós, que entendemos isso no intelecto, mas ainda tropeçamos nas regras, esquecendo que santificação pelo relacionamento com Cristo é tão mais fácil.

*Toque específico de Atabaque

23 comentários:

Stol disse...

Boa tarde e Paz de Cristo.
Muito bom o exemplo.
Show.
Texto muito edificante.
Realmente ensinamentos de gerações nos perturbam e induzem á ciladas que nós mesmo caímos.
Paz pra ti e boa semana.
Abração.

Gianne disse...

Gostei bastante do texto! Muito verdadeiro...
No início da minha vida cristã passei por essa fase de legalismo, e também achava que quanto mais eu me esforçasse, mais seria "amada" por Deus... depois de muito tropeçar, estudar a Palavra e aprender, então pude compreender a dimensão do amor de Cristo, que não tem a ver com padrões humanos, mas com os divinos padrões da graça de Deus.
A propósito, obrigada pela visitinha no meu blog Pra.
Abraço...

Jeanderson M. Martes disse...

Obrigado pela visita pastora, volte sempre.
Bom d+ também foi conhecer seu blog, já estou seguindo.
Graça e paz.

Ricardo Silva disse...

Pois é, e as vezes, o pior é que não temos o mesmo objetivo do Anastácio, o de servir a Deus, mas sim, o de MOSTRAR-MOS ao nossos irmãos que somos mais santos do que eles....

Deus Abençoe
Diac RIcardo Silva
Equipe Novo Evangelismo

José Anaor S. Pitthan disse...

Graça e Paz;realmente complicamos nossa vida querendo ser crentes superhipermegapower espirituais para agradar ao Papai,não é nada disso a pálavra é simples né! obrigado pela sua visita e suas palavras,fico muito feliz,já estou seguindo o teu blog,se quiser seguir o meu serão muito bem vindos.Fiquem na Paz do nosso Amado Cristo Jesus.Maranata ora vem Senhor Jesus.

Ana claudia Stelet Moreno da Silva disse...

Oi minha pastora. Aquele remédio que vc deu a dica, chamado: "Graçamicina" eu já estou tomando. Agora eu quero o endereço e o nome do seu terapeuta, pois ele está fazendo um ótimo trabalho, vc está cada vez melhor, kkkkkkkkkkkk. Que maravilha de texto.Uma psicóloga uma vez disse que eu precisava me livrar da inhaca do perfeccionismo, confesso que venho tentando e me desculpa o têrmo: Esse treco é uma meleca grudenta! Mas eu tô chegando lá. E o que dizer do ativismo que é mais um dos males do coitado do Anastácio e de muitas tias Anastácias dentro das igrejas. Eu já sofri desse mal também, mas tenho aprendido que Deus se alegra mais com um coração alegre, agradecido e o nosso louvor,do que o nosso serviço pra Ele, pois eu posso livremente louvá-lo pelas minhas fraquezas, como Paulo disse:"De boa vontade me gloriarei nas minhas fraquezas,para que em mim habite o poder de Cristo". Na verdade á unica coisa que me credência a me achegar a Ele e ser por Ele aceita é o Sangue de Cristo, nada mais além do sangue. Bjs minha pastora e parente perdida nesta grande São paulo.

Daniel G.Rocha disse...

Mensagem bastante importante!!

O legalismo é um gde perigo...Temos de vigiar,orar e manter distância!

Obrigado pela visita ao meu blog,pastora!!
Pelo pouquinho que vi,gostei bastante do seu blog e visitarei para ler mais...Estou seguindo tbm!

Deus abençoe!

Anônimo disse...

Olá Pastora, graça e paz,

É muito bom quando procuramos mensagens de edificação, que nos façam repensar como estamos servindo a Deus e porque não expressar tudo isso de forma humorada e leve. Deus a abençoe!

Ana Lúcia
Igreja Batista do Calvário SBC

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ AlêgriaƸ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Oieee Pastora!!!
Amei seu jeito de postar as realidades humanas, também ja estou te seguindo, obrigada pela visita eu que me sinto honrada.
Bjos e um ano cheio de Propósitos para você!

Alessandra
Quero Andar com Deus

Antonio e Débora Peres disse...

Querida Pastoragente, que assunto melindroso.
Eu amo tudo o que me faz refletir sobre a Graça.
Um dia eu fui como o Anastácio; até que senti o sabor da Graça e pude ser liberto da tirania das atitudes perfeccionistas que faziam a mim e aos outros infelizes.
Todos nós sabemos que fazemos a obra não para sermos salvos, mas porque somos salvos e os dons do Espírito nos leva a viver uma nova vida em Cristo, e toda a energia que gastávamos antes nas coisas mundanas, agora é direcionada para agradar ao Senhor.
Devemos buscar a Sabedoria que coloque freios em nossas tendências.
Creio que todos nós tivemos, temos ou teremos o nosso momento de Anastácio.
A gana, o afã, e a falta de experiência, juntam-se as cobranças que nos fazem dentro das igrejas.
Você descreveu muito bem as diversas situações que envolvem o perfeccionista e as armadilhas em que o seu temperamento o colocam.
O perfeccionista acaba sendo um legalista e fundamentalista, e no alto das suas razões, entra em contradição com a Graça e a misericórdia, porque todo perfeccionista é um tirano porque a sua sutil prepotência não o deixa ser dependente de Deus.
Perfeccionismo e Graça não combinam.
Realmente não há mérito em se fazer o que é reto, sempre seremos servos inúteis, mas amados. O que deve ser a nossa motivação na realização das obras é: Gratidão, gratidão, gratidão.....
A Graça tem agido de tal forma com Graça que não deixa dúvidas do Grande amor com que o Senhor nos tem amado.
.
Graça quão Maravilhosa de Jesus,,lá lá lá lá lá..é maravilhosa é tão grandiosa é suficiente para nós,,,,,,
.
Belezzzzzz.......

Sem. Bruno Leandro disse...

Paz de Cristo> Obrigado pela sua visita em meu blog. Fico feliz em saber que vc está me seguindo. Também tenho a honra de segui-la e de divulgar seu blog no meu. Que Deus continue te abençoando e abençoando seu ministério!!!!!

Thaty nogueira disse...

Simplesmente fantástico esse post!
Num seminário que fui (de dança) falou-se exatamente sobre isso... Deus não quer perfeccionismo, Ele quer que o sirvamos com excelência, e há uma grande diferença entre uma coisa e outra!
Bjos

SOLUS CHRISTUS disse...

Olá querida, graça e paz!

Venho agradecer a visita e parabenizá-la por este edificante blog. sou Também um seguidor.

Deus a abençoe!

Em Cristo, Pr. Ronaldo Mendes

Comendo Maná disse...

Hô amiga, o Comendo Maná sente sua falta.. rsrs
Por onde andas? Como estás?
Saudades..
Ótimos textos! Muito boas as reflexões. Precisamos nos despertar todos os dias..
Bejo!
Myllena

Jeffe disse...

A paz do Senhor Jesus pastora!!
Concerteza será um grande prazer seguir o seu blog.
Valeuuu

INES KAYASHIMA BUSTAMANTE disse...

QUE ALEGRIA E FELICIDADE ENCONTAR VOCÊ NO CAMINHO... SOU UMA MINEIRINHA LÁ DO INTERIOR QUE CRESCEU ENTRE OS BICHOS E A NATUREZA. VIM AO JAPÃO AOS 17 ANOS DE IDADE E AQUI DO OUTRO LADO DO MUNDO PUDE ENTENDER E ANDAR CONSCIENTE DA GRAÇA DO ETERNO.
QUE SEJA NOSSA AMIZADE TÃO SIMPLES E AO MESMO TEMPO TÃO CHEIA DO AMOR DAQUELE QUE NOS AMOU PRIMEIRO.

O SEU BLOG É LINDO ! VOU CONTINUAR LENDO OS TEXTOS. BEIJUUSS DOCES E UM ABRAÇO FORTE DESDE A TERRINHA DOS OLHINHOS PUXADOS.

DEUS É CONTIGO E COM TODA SUA FAMILIA.

Wilson Parpinelli disse...

Que belo texto Pastora!!!
Esse desejo desenfreado de buscar a perfeição aliada a uma teologia rasa pregada em muitas igrejas é a raiz de muitas neuroses desenvolvidas por cristãos sinceros mas mal orientados!!!

PS: Obrigado pela mensagem no meu Blog, quando quiser aparecer fique à vontade, a casa é sua !!!

Wilson Parpinelli
www.teologiainteligente.blogspot.com

A voz que clama no deserto disse...

A vida em Cristo não é para qualquer um não.
Quando o cristão está no primeiro amor de Deus tudo lhe vai bem achando que não terá mais sofrimentos.
acredita nos homens,tudo está certo,muita alegria etc.
Mas quando começa as provações, amadurecimento do homem na vida espíritual,ai começa as blasfemias,o desfalecimento espíritual,começa a questionar a Deus como se o Senhor fosse culpado.
Jesus disse: quem quiser vir após mim tome a sua cruz e segue-me.
A cruz é pesada para o homem natural carregar,ela foi pago pelo um grande preço, preço de sangue.
Todos nos temos que pagar este preço que foi comprado por Jesus,mas como?
Somente através de renúncia a este mundo convidativo ao pecado da carne, e santificar ao Senhor Deus dia após dia.
Mas o principal é: pregar o evangelho a toda criatura.
Deus disse:Sem santificação ninguém verá o Senhor;e
quem perseverar até o fim,será salvo, e dar-te-ei a coroa da vida.
Jesus disse: No mundo tereis aflições mas tende bom ânimo eu venci o mundo,e vós vencereis.
Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro,para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.Apocalipse 22-14.
Quem vencer herdará todas as coisas,e eu serei seu Deus,e ele será o meu filho.Apocalipse 21-7.
Fico pensando, quando vier a perseguição ao povo de Deus,será que estamos prontos para suportar?
Perseguição tal como a do profeta João Batista, a voz que clamava no deserto, que foi decaptado por amor a Jesus.
Estevão que foi apedrejado até a morte por amor a Jesus.
Os discípulos que foram todos mortos violentamente por amor a Jesus, conforme o relato da Blíblia.
Vamos refletir melhor,se somos verdadeiramente seguidores e servos do Senhor Jesus.
Lembremo-nos, que o caminho de Jesus é estreito e poucos por ele passaram.
OBS:Quem ama o mundo o amor do pai (DEUS)não está nele.
O mundo jáz do maligno.

Regina disse...

A paz querida! Sempre é maravilhoso visitar seu blog e ler suas postagens. São ótimos! Que Deus continue a renová-la. A graça de Deus nos basta. É suficiente para chegarmos a Deus, não precisa de "lero-lero" nenhum, é só obedecê-lo e desfrutar da vida cristã. Tenha uma semana abençoada.

Franklin Barros disse...

Quem nunca foi anastácio nessa vida que nos é imposta pelo sistema eclesiástico?
Vou até dizer que na liberdade que tanto defendo, muitas vezes me torno um anastácio. Tornando a liberdade um novo cativeiro, que me empede de conhecer o novo que se mostra todos os dias.
Na verdade é uma luta constante. Nós temos a mania de sistematizar e normatizar as coisas.
Deus me livre de mim mesmo!!!!!!!
Um grande abraço
graça e paz
Franklin

Coração Missionário disse...

Pastora querida o legalismo é como um parasita da religião.
temos que nos vacinar contra ele, e a vacina é a Graça de Deus.
Coopiei esse texto,pois foi REALMENTE edificante para mim e sei que será para muitos maigos.
Já estou te seguindo.
muito bommmmmmm seu blog,parabéns.
Deus é bom!
Fica na paz.

A liberdade em Cristo. disse...

Graça e paz, Pastora!
Passando para agradecer mais uma vez,a honra de estar como parceiro, deste seu abençoado e edificante blog!
Parabéns pelos textos, seu ministério e de seu marido e pelas suas lindas filhas citadas no seu perfil!
Um Abraço!

A voz que clama no deserto disse...

Jesus disse:Por amor de mim serão odiados,perseguidos,maltratados será que isto está acontecendo?
O que vemos nos dias de hoje é o contrário, poucos cristãos estão passando por perseguição.
O evangelho da liberdade total das Igrejas,o evangelho da prosperidade.As ovelhas estão sendo guiadas sem rumo, dispersas,ou talvéz indo para a perdição do fogo eterno.
Eu estava pensando, antigamente,nas reuniões quando o Espírito de Deus agia, sempre manifestava pessoas endemoninhados, e o Senhor falava com seu povo em profecias, hoje não vimos mais,somente em algumas Igrejas,não em todas, o Espírito de Deus não é o mesmo? por que?
O que vemos é uma frieza espíritual,palavras ministradas conforme o interesse do pregador e não a que o Espírito quer dizer ao seu povo, músicas vazias conforme a do mundo e etc.
O que vemos hoje são poucos adoradores que adoram Jesus em Espírito e em Verdade.
Povo de Deus!Não brinquem com o Todo Poderoso Deus.Ele é fogo consumidor.
Horrível coisa é cair na mão do Deus vivo.
Quem tem ouvidos escutem o que o Espírito diz as Igrejas.
Jesus virá somente para o seus Santos,vc está preparado? Pensem bem.
Senhor Jesus, tem misericórdia do seu povo.